top of page

Quando a frequência do sexo no relacionamento é um problema?

No início do casamento, o casal ainda está na fase de lua de mel, com vida sexual agitada. Conforme o tempo passa e o relacionamento evolui, o ritmo vai caindo. A chegada dos filhos e o excesso de trabalho costumam ser alguns dos fatores responsáveis pela diminuição da frequência. Quem determina a quantidade adequada do sexo é o próprio casal: para alguns, sexo uma vez por semana já é pouco. Para outros, manter relação sexual com o parceiro (ou parceira) apenas uma vez por mês pode ser problemático.


Será que existe um padrão que ajude a determinar quando um casal está numa situação ruim?

Digo que não, afinal este padrão só pode ser definido pelos serem que compõe esta relação.


Já atendi um casal que transavam pouco e me procuraram para aumentar a frequência sexual que era 1x a cada 6/7 meses. Perguntei, individualmente, a eles se isso era algum problema e ambos me responderam: NÃO. Mas porque estão aqui então? indaguei e me disseram "Queremos engravidar. E, se continuarmos nesta frequência será mais difícil" respondeu o marido, rindo.

Certo! aumentamos os jogos eróticos, transavam mais, soube que engravidaram e nunca mais fui procurada. Objetivo alcançado, muito provavelmente retornaram a frequência sexual que tinham antes - e que não, lhe traziam angustias, ansiedades e brigas para ESTE CASAL.



Mas, para a maioria dos casais que me procuram, a ausência da atividade sexual causa sofrimento, angustia, discussões e afastamentos. Neste caso é imprescindível buscar ajuda profissional já que falar sobre sexo entre os casais é um tabu e, mesmo que não fosse, há muitas crenças e preconceitos trazidos ao longo da vida que precisam ser revistos e sem o auxilio de um profissional, se torna difícil dialogar já que o casal encontra-se desconectado, afastado e com pouca intimidade.


A título de curiosidade, existe uma comunidade, a Quarto Morto, cujos mais de 165 000 membros se veem em situações em que o sexo acontece uma vez por ano – às vezes menos.


Falar abertamente sobre o assunto é a melhor forma de tentar dar nova vida à conexão física e emocional que existia antes da rotina se estabelecer.


Evite que sua relação entre na fase do “quarto morto” é possível manter a chama da paixão acesa.


Só nunca esqueça que SEXO PRAZEROSO, requer APRENDIZADO!

32 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page